Universo Anthares

Você sabia?

Os tempos são difíceis. É cada vez mais difícil encontrar arte que não tenha sido arruinada pela militância da “crítica social”. Aliás, cada vez mais gente confunde arte com crítica social. Isso irrita e desencoraja a entrada de uma multidão na produção cultural. Além disso, muitos gostariam de se tornar escritores, mas não têm tempo para começar a desenvolver seus próprios universos ficcionais, arte que demanda realmente muito tempo. Mas você sabia que existe um projeto onde qualquer escritor pode dispensar a construção do universo e ir direto para a escrita das histórias? Pois é. Esse é o Universo Anthares.

A propósito, confira aqui de onde tiramos o nome.

O que é?

O Universo Anthares é um mundo ficcional que começou a ser criado em 2007 por Lucas Rosalem e, com o tempo, tornou-se um universo ficcional colaborativo.

Trata-se de uma baixa fantasia com vários subgêneros literários que se passam em uma linha de tempo de aproximadamente 6500 anos, que se inicia na fundação do planeta Terra, adotando a teoria da Terra jovem, e terminando por volta do ano 2500, aproximadamente 500 anos no futuro.

A colaboração para a expansão do universo se dá através dos chamados núcleos narrativos, que são contextos (panos de fundo) a partir dos quais os autores criam suas próprias histórias sem, contudo, contradizer o que já foi produzido. Se já captou a ideia e gostaria de participar do projeto, clique aqui para mais orientações.

Atualmente, são 58 núcleos, listados e comentados mais abaixo.

Além do mundo comum, o Universo Anthares também se utiliza de toda a mitologia bíblica como composição de fantasia. No entanto, essa foi uma escolha literária, não religiosa. Por exemplo, a divindade primeva e superior de todo o panteão chama-se Nuhat. Os anjos, por sua vez, além de “funcionarem” de um jeito muito peculiar, são nomenclaturados desta forma: acsi (singular) e acsï (plural, pronuncia-se “acsim”) – quando a referência é à raça, ao grupo todo, grafa-se com inicial maiúscula, Acsï. Algumas outras mitologias já fazem parte do cânon do universo, como o xintoísmo, a mitologia nórdica e alguns personagens do panteão grego (todos seguindo critérios de adaptação para não contrariar a cosmogonia de Anthares). 

O universo é bastante flexível no sentido de ser possível adaptar vários personagens de civilizações atuais e antigas, reais ou mitológicos, bastando serem adequações aos moldes das explicações físicas, biológicas, químicas e mitológicas do próprio universo ou, nas histórias, serem entendidos como pontos de vista dos personagens humanos.

Sinopse

Antes do primeiro instante, Nuhat já equacionara o andamento de tudo. No primeiro discurso, veio o desdobramento do Tempo e, com isso, as três dimensões que existem até hoje: uma para os primeiros seres e duas, dentro da primeira, para o resto da Criação. Na primeira delas estão as moradas do Acsï, os primeiros que contemplaram a existência. Nas outras duas, estamos nós – e não estamos sozinhos. No início, havia um portal que ligava essas duas dimensões. Esse portal foi fechado desde a antiguidade, mas em breve se abrirá e trará o fim. Esse é o Universo Anthares.

Objetivo 

Se você está cansado de consumir literatura, filmes e séries que apenas se aproveitam da ocasião para fazer crítica social e panfletagem ideológica, o Universo Anthares é o seu lugar.

Com cenários de fantasia, ficção científica, ação, romance, terror e vários outros, o Universo Anthares tem como um dos seus critérios produzir entretenimento livre de discursos ideológicos. Isso se aplica a posições religiosas. Mas não se engane, Anthares não é antirreligioso.

Em tese, qualquer pessoa pode colaborar da produção de histórias para o Universo Anthares. Mas a ideia é produzir literatura livre de discursos e, assim, incentivar mais brasileiros a entrarem na produção cultural dessa forma, percebendo que não precisam de justificativas sociais para criar arte, ao contrário do que se tem feito ultimamente.

Núcleos Narrativos

A lista abaixo está em ordem cronológica, de acordo com a linha temporal do Universo Anthares.

PERÍODO PRÉ-DILUVIANO

A Grande Equação
A Criação das Dimensões
A Insurgência e a Separação dos Acsï
Jauz, o Portal e os Drishs
• Sete nasce – (≈ 3670 a.C.)
• Suméria fundada – (≈ 3316 a.C.)
O Clã Hakal
Mafug e Novo Mundo
As Águas de Agazohu
A Queda de Rohä
Os Nefilins e o Guardião do Portal
As Conquistas da Fúria
A Fundação de QeMua
• Noé nasce (≈ 2744 a.C.)
O Anúncio da Sentença
O Selamento do Portal – (≈ 2590 a.C.)
A Comunidade da Muralha
Os Sinais dos Tempos
A Pirâmide de Quéops – (≈ 2330 a.C.)
Uni, o grande general egípcio (2300 a.C.)
A Descoberta dos Ambientes Não-físicos
O Dilúvio – ano 1656 (≈ 2144 a.C.)
A Contenção de Rohä

DO OUTRO LADO DO PORTAL

Hakais e QaFuga
O Vale das Preces
O Mago de Cipre
A Guerra das Noites
A Garganta de Maltam
O Campo dos Lamentos
Dia de Sangue
O Mistério dos Pinages
O Silêncio
Drishs Avançam (RPG)
Os Três Lendários

DO LADO DE CÁ DO PORTAL
(e itens históricos de referências cronológica)

Caídos – A Segunda Crise
A Comunidade Oculta
Os Dragões Europeus
A Confusão das Línguas
• Babel vira Babilônia – 1803 a.C.
• Ínaco funda Argos – 1802 a.C.
O Banimento dos Gigantes
• Hamurabi assume o trono – 1767 a.C.
O Mercenário de Sodoma
As Atas da Disputa
O Guardião da Floresta
• Hércules mata Busíris¹ – 1471 a.C.
• Peste dos Filisteus – 1320 a.C.
Êxodo dos hebreus – 1260 a.C.
Isdras, o Herói da Nação – ≈ 1000 a.C.
A Expansão dos Tupis – 977 a.C.
O Guardião da Lua – 923 a.C.
A Origem do Japão – 697 a.C.
As Sentinelas de Takeshi
• Buda nasce – 560 a.C.
Jesus¹ nasce – entre 4 e 7 a.C. (pois é)²
• A Peste Antonina – 165
• A Migração dos Teutões – 350 –
• A Praga de Justiniano – 541
Peste e Ódio – 1218
• A Orda Mongol contra os Samurais – 1274
O Contrato de Salém – 1693
• Grande Peste de Marselha – 1720
O Exorcista do Velho Oeste
Constantin von Tischendorf – 1844
• Guerra Anglo-Zulu – 1879
• Grande Sismo de Kantō – 1923
• A Segunda Guerra e o Vesúvio
Pandemia de Mortos Vivos
Os Pequenos Sacerdotes
A Morte de Edmundo Pinto e Ulysses Guimarães
Chacina em Santo André
Psy e Químico
O Julio na Gaita e a Bicharada
O Ponto de Étretat
Sequestros em Mateiros
A Ferramenta de Nuhat
O Guardião de Tóquio
A Militância Mundial
Experimento Equilibrium
O Grande Bloco Mundial
A Revolução
A Queda dos Estados
O Retorno de Rafael
O Cataclisma

OUTROS TÓPICOS IMPORTANTES

A Magia em Anthares
Os Drishs e a Magia
Sistemas Mágicos em Anthares
As Comunidades Parassociais
Deuses do Olimpo e Nórdicos
Lugares Misteriosos