A Insurgência e a Separação dos Acsï

RESUMO DO NÚCLEO

Este núcleo trata da crise dos Acsï, que os dividiu em dois grupos, e depois, o motivo da separação que houve entre um desses grupos. O núcleo é uma adaptação, com mitologia própria, do episódio bíblico da rebelião do diabo e a terça parte dos anjos (A Queda de Satanás), se estendendo até a interpretação (pouco usual) de Gênesis 6, que diz que anjos teriam se relacionado com mulheres, gerando os nefilins. Segue abaixo um texto canônico em nosso universo ficcional, que é o relato do escrivão de Anthares.

Inseridas no desígnio acsi, estavam as duas dimensões em expansão, coexistindo e permeando uma à outra. O ponto mais chamativo era Fonte Azul, o nome dado aos dois planetas gêmeos, onde coisas muito diferentes foram criadas.

Fonte Azul depressa se desenvolvia. Os Acsï já haviam sido instruídos quanto às suas funções: foram criados para servir, o que fizeram com muita alegria e gratidão. Diante da variedade de vida em Fonte Azul e de tanta paixão curiosa, não viram objeção nos olhos de Nuhat e adentraram o lugar.

Se encantavam com cada nova raça originada, estudando curiosos seus comportamentos, até que muito se surpreenderam com o gênero mais complexo de toda Fonte Azul, a única criatura feita conforme a semelhança de Nuhat. Ela também coparticipava da essência das duas moradas: seu corpo era da substância daquela dimensão, mas algo dentro dela vinha das moradas sublimes. Eram seres frágeis, mas espetaculares.

Os Acsï imediatamente compreenderam que a partir daquela raça toda a História se desenrolaria e seria contada. Nascia ali a humanidade.

Houve, porém, a discórdia.

Como, num ambiente de puro amor altruísta, surgiu o egoísmo? Sabemos, entretanto, que a luta passou a travar-se, não propriamente num campo físico, mas nas mentes dos seres pensantes.

Por motivos misteriosos, não revelados nem a mim, o escrivão, um acsi conheceu o mal e corrompeu muitos irmãos. Com isso, veio a insurgência dos Acsï, que gerou revolta e rebelião entre eles. Um terço deles se aliou ao acsi opositor. Houve tristeza entre eles, mas Nuhat tinha tudo sob controle. Nada escapava aos seus intentos. O grupo dissonante não foi eximido de suas funções, nem perdeu lugar nas moradas sublimes. Um lugar foi imediatamente preparado para eles, onde cada um pagaria eternamente por cada decisão feita e somada até o findar da dispensação, que ninguém sabe quando é, exceto o próprio Nuhat. Feito o anúncio, a vida seguiu.

Logo no início, ao primeiro acsi corrompido foi permitido tentar contra a raça criada à semelhança de Nuhat. Sua investida teve sucesso rapidamente, levando a raça a uma decisão que fez com que a morte entrasse em seus domínios, longe das habitações dos Acsï e, ainda assim, colocando toda sua hoste em atividade, a mando de Nuhat.

Os Acsï ensinaram a eles sobre cultivo de plantas e uso dos recursos minerais dentre outras coisas, voltando depois às suas habitações, não se contaminando por muito tempo com os seus costumes. O pouco tempo distante gerou muita expectativa sobre eles, que ficaram sendo lembrados como aqueles que levavam mensagens — acsi — que, com o tempo, foi confundido com o próprio nome deles.

Os Acsï, tempos depois, voltaram e ficavam encantados com seu esforço no que haviam aprendido, mas notaram claramente que a mortalidade havia tendências estranhas e danosas em suas ações.

Havia algo que chamava ainda mais atenção dos Acsï: a forma como aquela raça se entregava à capacidade de gerar novos semelhantes também coparticipantes das duas moradas. Eles não pensavam na reprodução como as outras criaturas; por isso, os Acsï passaram a chamá-los de teokosa, pois aqueles geravam filhos para si. A isso, observavam em silêncio e sem se permitirem ser enxergados, aproveitando que sua luz original não era refletida nessas determinações.

O poder de se multiplicar era algo que nunca fora revelado aos Acsï, mas deles muitos foram seduzidos aos poucos por aquele desejo que os teokosa demonstravam. Eles passaram a permanecer junto a eles por cada vez mais tempo, sendo influenciados pelo seu pendor instintivo e destrutivo.

Era costumeiro a um acsi observar atentamente e julgar o que fazer, qual fosse o assunto. Porém, entre os insurgentes já não se podia arbitrar livre de inclinações, como antes da corrupção, tamanha era sua força e, ainda, a influência da convivência com os teokosa.

Os teokosa haviam se perdido em sua busca por satisfação e autonomia. Querendo sempre mais, ousaram seduzir os Acsï. Nuhat observava atentamente, mas, desde o princípio, quando não se pronunciava, sabiam que estavam livres para agir sem medo – livres, porém, sob o custo da decisão. Houve então, pela primeira vez, uma assembleia entre os Acsï que decidiria sobre algo que Nuhat não se manifestara.

Starox, o acsi mais curioso e que mais procedia sem reflexão, propôs que convinha habitar com as filhas dos teokosa e com elas gerar filhos e filhas mais próximos da perfeição para aquela raça. Os insurgentes não concordaram. Muitos ficaram revoltados, expelindo sentimentos que só os teokosa tinham até então, causando a primeira batalha, lembrada como Laqauszi, pois nunca antes houvera uma batalha entre eles.

A disputa foi terrível e triste. Ao final, o pensamento ingênuo e autoconfiança de poder salvar o futuro dos teokosa misturando suas essências levou alguns dos Acsï a romperem com os demais. Fez-se, aí, separação entre os insurgentes. Uma separação permanente que custaria caro.

A propósito, a insurgência dos Acsï tem uma relação estrita com Os Pilares da Criação.

Quer escrever uma história a partir disso? Encontrou erros ou quer dar sugestões? Entre em contato aqui.

Caídos – A Segunda Crise - Universo Anthares

Caídos – A Segunda Crise - Universo Anthares

[…] A Insurgência e a Separação dos Acsï […]

Os Acsï - Universo Anthares

Os Acsï - Universo Anthares

[…] Na eternidade, Nuhat (que é um único Deus, porém, uma comunidade) não tinha carência de tipo algum. Sua decisão de compartilhar a existência foi um transbordar de sua satisfação, alegria e amor. Desde o início, o plano estava na raça humana, a única criada à sua imagem (a nossa versão teológica sobre isso você encontra aqui). A questão é esta: os Acsï não foram o “plano A” que falhou e, a humanidade, o “plano B”. Os Acsï, desde antes de serem chamados à existência, sempre estiveram no plano de Nuhat por causa dos homens. Eles foram criados com um propósito pré-definido, tal como os homens, mas o deles é mais simples, mais claro. Ainda assim, uma parte deles se corrompeu e não sabemos como. O episódio e seus efeitos foram explicados no post sobre A Insurgência e a Separação dos Acsï. […]

Starox – Kamah-tu-Manta - Universo Anthares

Starox – Kamah-tu-Manta - Universo Anthares

[…] os insurgentes, Starox foi o principal acsi a divergir da agenda do grupo e formar Rohä, o grupo que se […]

O Inferno - Universo Anthares

O Inferno - Universo Anthares

[…] Na mitologia de Anthares, isso foi explicado no post sobre A Insurgência e a Separação dos Acsï. […]

O Banimento dos Nefilins - Universo Anthares

O Banimento dos Nefilins - Universo Anthares

[…] a Segunda Crise dos insurgentes, veio uma nova leva de nefilins. Eles eram uma aberração para Nuhat, tanto quanto a forma com que […]

Verbis Diablo - Universo Anthares

Verbis Diablo - Universo Anthares

[…] da Insurgência, o diabo e seus seguidores começaram a se organizar, e eles não deixaram passar nenhum detalhe. […]

Cronologia - Universo Anthares

Cronologia - Universo Anthares

[…] A Insurgência […]

A Queda de Rohä - Universo Anthares

A Queda de Rohä - Universo Anthares

[…] Acsï insurgentes haviam se afastado de um grupo menor dentre eles que cogitou reproduzir com a raça […]

Harmonização: Mitologia Nórdica - Universo Anthares

Harmonização: Mitologia Nórdica - Universo Anthares

[…] um dos insurgentes que também teve as inclinações de Rohä, mas no último momento, por causa de Laqauszi (busque o termo no post), desistiu da ideia e permaneceu na agenda do acsi opositor. Depois do […]

Flexões Básicas do Idioma Central - Universo Anthares

Flexões Básicas do Idioma Central - Universo Anthares

[…] (e originalmente) a linguagem que descreve o “código” da realidade. Porém, depois da Insurgência, as pessoas começaram a usá-lo a partir de suas percepções e limitações, gerando variações […]

O Crescimento da Cultura Suméria - Universo Anthares

O Crescimento da Cultura Suméria - Universo Anthares

[…] um monopólio sobre o território ao seu redor. Cada uma destas cidades-estado era dedicada a uma divindade-patrona, que era venerada como o dono ausente da terra. O seu templo era o edifício dominante da […]

Freya e o colar dos anões - Universo Anthares

Freya e o colar dos anões - Universo Anthares

[…] Grande Equação• A Criação das Dimensões• A Insurgência e a Separação dos Acsï• Jauz, o Portal e os Drishs• Sete nasce – (≈ 3670 a.C.)• Suméria fundada – (≈ […]

Cassiel – Mitologia Hebraica - Universo Anthares

Cassiel – Mitologia Hebraica - Universo Anthares

[…] Grande Equação• A Criação das Dimensões• A Insurgência e a Separação dos Acsï• Jauz, o Portal e os Drishs• Sete nasce – (≈ 3670 a.C.)• Suméria fundada – (≈ […]

Geb (ou Gebe) – Mitologia Egípcia - Universo Anthares

Geb (ou Gebe) – Mitologia Egípcia - Universo Anthares

[…] Grande Equação• A Criação das Dimensões• A Insurgência e a Separação dos Acsï• Jauz, o Portal e os Drishs• Sete nasce – (≈ 3670 a.C.)• Suméria fundada – (≈ […]

River Styx (Rio Estige) – Mitologia Grega - Universo Anthares

River Styx (Rio Estige) – Mitologia Grega - Universo Anthares

[…] Grande Equação• A Criação das Dimensões• A Insurgência e a Separação dos Acsï• Jauz, o Portal e os Drishs• Sete nasce – (≈ 3670 a.C.)• Suméria fundada – (≈ […]

Tritão – Mitologia Grega - Universo Anthares

Tritão – Mitologia Grega - Universo Anthares

[…] Grande Equação• A Criação das Dimensões• A Insurgência e a Separação dos Acsï• Jauz, o Portal e os Drishs• Sete nasce – (≈ 3670 a.C.)• Suméria fundada – (≈ […]

A História dos Samurais - Universo Anthares

A História dos Samurais - Universo Anthares

[…] Grande Equação• A Criação das Dimensões• A Insurgência e a Separação dos Acsï• Jauz, o Portal e os Drishs• Sete nasce – (≈ 3670 a.C.)• Suméria fundada – (≈ […]

Os Nefilins e o Guardião do Portal - Universo Anthares

Os Nefilins e o Guardião do Portal - Universo Anthares

[…] Grande Equação• A Criação das Dimensões• A Insurgência e a Separação dos Acsï• Jauz, o Portal e os Drishs• Sete nasce – (≈ 3670 a.C.)• Suméria fundada – (≈ […]

Divindades galesas - Universo Anthares

Divindades galesas - Universo Anthares

[…] Grande Equação• A Criação das Dimensões• A Insurgência e a Separação dos Acsï• Jauz, o Portal e os Drishs• Sete nasce – (≈ 3670 a.C.)• Suméria fundada – (≈ […]

Comments are closed.